quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Mas pô, galera!!



Por Mik 

Sempre que penso em escrever no blog, fico imaginando a forma mais engraçada de contar um "causo". 
Depois da última postagem, muitas coisas aconteceram, mas nenhuma que eu julgasse de fato interessante para torná-la pública e engraçada. 
Ao mesmo tempo me questionava, mas será que tudo tem que ser engraçado?

Até que recebo um email, de um querido amigo, dizendo:
(Querido, se me permite, irei transcrever parte do seu email...)

"JORNAL PARA QUE?"

É esse o título da última postagem (...)
Pois esse título, e isso tudo não há de ser fantasia de minha cabeça, já tem, sim, embutido, implícito, subentendido, nas entrelinhas, whatever! um - "Medite sobre isso!!!" Ah, tem!

Pois, ainda que contrariado, me pus em posição de lótus, fechei os olhos, abrandei a respiração, serenei a mente e comecei a repetir, como se se tratasse de um mantra: "Jornal pra que?"

Jornal pra que?, jornal pra que!, jornal pra que... jornal pra que?!, jornal pra que... Bingo!!! Lá pela quinquagésima repetição, me veio o texto todo!

"O Conexões Mik & Johnson é um blog, não é um jornal, caceta!!! Não adianta virem vocês nossos leitores de expectativas, pressionando pra que a gente (Mik e Johnson) escreva um texto por dia, porque não vai rolar!!! A lei áurea é véia, mas ainda vige, ora essa!", etecéteras e tal.

Mas pô, galera!!! Tamo aqui na seca, sem notícias, sem novidades, sem nos divertirmos com os relatos de vocês, sem matarmos a saudade, e não é apenas de um mero domingo pra uma ordinária segunda, não! Sem querer pressionar e já pressionando, bate um sonoro tambor daí, véi!

Depois desse email, como não escrever? rsrs
Amei!!
Ramon, querido, você é ótimo!

Então... 
Que rufem os tambores!!!

Indianos tocando no Ganesh Chaturthi
 Ouvi? rsrs

Pois bem...
Hoje (22.09) é o dia!
Eles chamam de Festival Anant Chaturdashi.
Essa festa acontece em toda a Índia, 10 dias após o Ganesh Chaturti
Hoje é o dia de "Ganesh ao mar" - Ganapati Visarjan!

Ganapati Visarjan
A Índia está em festa. Já passa da meia-noite e ainda se ouve fogos e pessoas cantando e dançando na rua. 
Do dia 11.09 até hoje, muitas foram as comemorações por ocasião do aniversário de Ganesha.
Descobrimos que a imersão da imagem não acontece só no dia de hoje, mas durante todos os 10 dias. Eles começam jogando as imagens menores até o 11º dia, quando jogam a maior delas. Aquelas que chegam a medir mais de 5 metros de altura - que normalmente são produzidas pelo governo da Índia, para ficar em locais específicos da cidade. 
Tudo isso com muita dança, canto e cor. 
Cor sim! Porque se não contei, conto agora.
Além de cantos e danças eles jogam farinhas coloridas uns sobre os outros, como parte do ritual.
Enfim...
Sexta (17.09), fomos convidados para um jantar na casa de um brasileiro.
Fomos de táxi, do tipo 1.
Na rua a energia era tão forte, que me invadia a alma.
Famílias cantando e dançando enquanto empurravam uma carroça com a sua imagem de Ganesha. Algumas tocavam tambores, num ritmo nunca visto.
Johnson chegou a comentar: "mas nem pra tocar direito!" 
Vai vendo!!
Até que percebemos a beleza dos tambores, junto com a dança e os cânticos.
Simplesmente energizante, envolvente, devocional.
Muito bonito.

Pena que a máquina estava sem bateria, teríamos tirado belíssimas fotos.
Ano que vem, prometo, e aqui deixo registrado... tirarei várias fotos com a minha cannon. rsrs 

Detalhe: Levamos o dobro de tempo para chegar na casa do brasileiro. Já que a prioridade, na rua, nesse dia, era das famílias em seus cortejos.

Queridos, amigos, família...
O processo de adaptação está cada vez maior/melhor. 
Hoje recebi um email de uma pessoa muito querida que dizia:

Perceba que tudo é feito para seu bem e para sua evolução, como dizia Jesus, "Não cai uma folha da árvore, sem a vontade de Deus..."

Temos a certeza de que nada é por acaso e que por mais que o corretor do apartamento, junto com o dono, estejam querendo se dar bem no fechamento do contrato... logo, logo, estaremos com a nossa casinha pronta para recebê-los e imergi-los não no ganges ou no mar de mumbai... mas na nossa viagem, que além de cultural, tem sido para lá de espiritual.

Saudades!!

Ps.: Adoro quando vocês deixam comentários. Motiva a escrever mais!


9 comentários:

  1. gostas de comentarios, entao lah vai o meu: Imagens ao mar... ai que lindo! Me lembra o 2 de fevereiro, o ano novo... tao bom isso!!! Estar no oriente deve ser uma experiencia incrivel! Valores tao diversos e uma riqueza tao grande em cada um deles, chega aser romantico, se nao fosse tao louco!
    Boa sorte aih pra vcs! E viva Ganesha ao mar!!!

    ResponderExcluir
  2. Sabe de uma coisa...quando leio vc descrevendo as festividades daí consigo imaginar direitinho o que acontece e acabo achando que temos coisas parecidas aqui. Acho que as diferentes culturas ,no final das contas, são muito mais similares do que aparentam ser...Adoraria ter essa experiência, Mik !Guarde bem essas impressões...meus netos vão gostar de ouvir...

    ResponderExcluir
  3. Mik querida!
    Obrigada por compartilhar suas impressões e "mergulhos" nessa riquíssima energia....Te digo que "faço minhas as palavras "da Maria de Fátima. Guarde mesmo....e tem mais, as diferentes culturas e seus/nossos rituais são muito mais iguais do que gostaríamos de imaginar...que interessante, não é? fiquem bem, imersos (simbolicamente, claro!) nessas experiências todas......principalmente na energia....bjs e saudades, T.Carmen

    ResponderExcluir
  4. Não precisam ser preocupar em escrever ótimos textos , engraçados e tal...A vida não é assim...Fico satisfeitíssima em saber do dia a dia de vcs.. das impressões, sensações...Se eu quiser ler um texto maravilhoso ,pego um livro da estante e me deleito...gostaria que vcs me deixassem fazer parte dessa viagem ...sem invasão de privacidade ( lógico)...estar mais perto..sentir a energia daí.É pouco ou quer mais ?

    ResponderExcluir
  5. Que caiam as folhas com delicadeza!

    Eu quero é tocar tambor com esse pessoal aí! rsrsrs
    Mas minha estátua do Ganesha ninguém vai jogar no mar... ah não! Já tem de tudo nesse mar ai, poxa! Vou banhar ela e deixa do lado de fora, eu cuido direitinho! rs
    Pode mudar um cadiquim o ritual, com todo o respeito? :)A menos que a estáuuuuta seja feita de farinha com água, ai eu deixo ir ao mar...

    Nega... afeto faz textos bonitos e bons de ler! Afetive-se aqui também! Nóis tudo acha é bom!

    O Saramago diz que "No acto de escrever coincidem duas posturas, a autoridade e a sedução. Com estas duas pernas, a literatura caminha. O escritor tem um poder sobre o leitor."
    Então, meu bem, você tá fazendo literatura!!! A autoridade vocês tem, pois falam de sua realidade, tão diversa da nossa aqui, e sobre a qual não existe ninguém mais autorizado a tratar. A sedução vocês construíram ao longo do tempo, conquistando a todos nós, que somos seduzidos por saber como estão, o que e como vivem por ai! Sobre o poder que vocês tem, Ramon já falou no e-mail postado... rs

    Solta o batuque nesse teclado ai, neguinha!!!!

    Beijo grande nocê e no bigodónJohnson (nem reparei se ele já tirou aquele rabo de andorinha que trazia sob o nariz...)!

    ResponderExcluir
  6. Eu falei que era feriado?
    Pois foi!
    Logo...
    Jornal pra que? Não é mesmo!?!
    rsrs

    ResponderExcluir
  7. Meus amores...saudades... o que me conforta é saber que vocês estão bem...e tudo vai dar certo...agora estamos bem...Creuzinha está bem...mais tambores...mais alegria...mais Amor e muita Paz.Deus os proteja. Nós amamos vocês

    ResponderExcluir
  8. KKKKKKKKKKKKKK!!!

    Adorei o rufar dos tambores!!!

    Agora, essa história de as famílias estarem nas ruas todas interagindo, cantando, tocando tambor, dançando, jogando farinha colorida uns nos outros, e toda essa festa por um motivo espiritual - fazer a deidade deles parte e razão dessa celebração toda (nada contra nossos ocidentais motivos carnais e mundanos de celebração, até porque, no fim das contas, eles acabam por dar algum fôlego para o nosso lado espiritual, também!) me parece algo muito oriental, né? Acho que o mais próximo que a gente tem disso por aqui é a virada do 31 de dezembro para o 1º de janeiro. E esses sons ancestrais que eles tiram dos tambores, por estranhos e dissonantes que possam parecer, devem ser, depois de a energia toda passar a agir na gente, extasiante!!! Wowwww!!!! Sem nenhuma apologia gratuita à cultura do outro, no esquema "a grama do vizinho é mais verde", que experiência fuderosa de rica, hein!!! E se nos lembrarmos de que a nossa querida e mal tratada bola azul é uma casa só, que baita oportunidade é ter a chance de se pôr a explorar os cômodos outros dessa morada...
    Axé procês, meus queridos!!!

    ResponderExcluir